Fórum interpretativo dentro do universo de Saint Seiya.


    [ Novas Lendas] - Cecília de Griffon

    Compartilhe
    avatar
    ADM Cecilia de Griffon
    Juiz do Inferno
    Juiz do Inferno

    Mensagens : 98

    Status
    Nível: 5
    HP/Cosmo: 850/850
    Sentidos: 8º Sentido

    [ Novas Lendas] - Cecília de Griffon

    Mensagem por ADM Cecilia de Griffon em Qua Jun 04, 2014 5:59 pm


    O Anjo de Luz...


    Para muitos a noite eterna vivida no inferno era a mais pura expressão da penúria e do sofrimento, momentos infindáveis de agonia e almas torturadas que se afogavam em seu próprio lamento. Até mesmo o sopro do vento trazia a dor aos espíritos torturados ali condenados a passar a eternidade pagando por seus pecados. Um círculo vicioso que jamais se findava, apenas se espalhava por cada uma das oito prisões existentes nos domínios do senhor do submundo. O único desejo de todos que ali condenados estavam era conseguir se desvencilhar de tão poderosos grilhões que prendiam suas almas e as impediam de encontrar o descanso eterno. Havia aqueles cuja missão era torturar ainda mais os pobres condenados os fazendo conhecer o verdadeiro sentido da palavra sofrimento e cravar em seus espíritos seus pecados, assim como o ferro quente marca a carne.

    Porém havia talvez uma única alma que mesmo habitando as profundezas do inferno via naquele lugar o paraíso, o alento para sua dor. Não era um simples servo do senhor do submundo e tão pouco uma relhes alma condenada a vagar por aquele lugar, era mais... Bem mais... Era aquela que tinha em suas mãos o destino daqueles que ali chegavam, era aquela que sentenciaria o sofrimento eterno das pobres almas pecadoras. Engana-se quem pensa que a face da morte é feia e aterradora, seus olhos eram negros como a noite eterna do inferno e ainda assim cintilantes como uma estrela radiante e cheia de vida, negros cabelos emolduravam um rosto de traços delicados e gentilmente esculpidos pelos deuses que usaram os anjos mais belos como modelos. Nem mesmo o imponente manto negro da morte que cobria seu corpo era capaz de intimidar tamanha beleza que insistia em se destacar.

    Um ser de aparência bela, sedutora como Afrodite a deusa da beleza, mas de alma perturbada e distorcida, turva como mar revolto em noite de tempestade, deformada pela crueldade dos homens. Por traz daquela casca de inocência, habitava um espírito sedento pelo prazer da tortura e da dor. Tais desejos não eram o reflexo da maldade e da falta de compaixão, mas a única forma de preencher as lacunas deixadas em sua própria carne, a única forma de silenciar seus próprios gritos de dor e assim amenizar a constante tortura sofrida por uma alma condenada a não ter a dádiva da paz.  

    A bela jovem estava fadada há passar seus dias como uma criança que ainda gozava da aurora da infância, com brincadeiras e cantigas infantis. Aquilo que muitos enxergavam como um sadismo exacerbado, um ato doentio, a jovem Cecília via como a mais inocentes de suas brincadeiras de criança, lhe remetia a um tempo esquecido dentro de si mesma e que apenas vestígios teimavam em escapar, mas traziam consigo os anos de horror e sofrimento que viveu. Precisava preencher aquele vazio cruel e doloroso, a lacuna que temporariamente era preenchida pelos gritos e pedidos de socorro das vítimas de sua insanidade que aos seus olhos não passavam de matéria prima para a confecção de sua futura companheira.  

    Mas um pequeno raio de luz ousou bravamente combater a escuridão do enegrecido coração, um anjo de rosto infantil tão familiar que foi capaz de silenciar por completo os gritos agonizantes da alma deturpada da recém Kyoto de Griffon. Os olhos amarelos da fúria jamais seriam esquecidos e tão pouco seu gesto gentil de repousar em alvos lençóis seu anjo de libertação, que permanecia no profundo sono da morte. O breve instante dispensou a convenção das palavras e Cecília também não se questionou o porquê do presente, ateve-se em contemplar o semblante sereno e teve certeza que ela era o mais próximo da perfeição que poderia ter em seus braços. O sorriso singelo desenhou-se nos lábios rosados, iluminado o rosto que há tempos era tocado exclusivamente pelas trevas.

    O branco dos lençóis contrastava com o negrume dos cabelos que se espalhavam sobre eles, a pele tão branca refletia a pureza que habitava naquele ser, seu semblante era sereno e insistia em trazer um singelo sorriso em seus lábios. Os olhos de Cecília deslumbram-se diante de tamanha beleza, por alguns instantes sentiu-se diante de um espelho, onde conseguia vislumbrar a aurora de sua infância onde fora tão feliz, vivendo ao seio de uma família feliz, sua própria risada ecoava em sua mente como uma canção infantil. Um suspiro carregado de saudade veio do fundo da alma da Kyoto que lentamente sentava-se a cama do lado da bela boneca, as pálpebras fechadas escondiam a cor dos olhos, mas a jovem se quer ousou abri-las.

    A pele que era sentida era macia como uma seda, os dedos de Cecília gentilmente passeavam pelo rosto da menina o delineando, gravando em sua mente cada traço, a semelhança era impressionante como se estivesse diante de um espelho capaz de refletir seu passado. O peito outrora amargurado provava novamente o néctar das lembranças felizes, ainda que fosse de maneira turva e um amontado de lembranças perdidas em uma mente distorcida e confusa, não sabia o porquê, mas seus olhos foram inundados por lágrimas que teimosamente deslizaram em seu rosto. Ainda que o coração fosse dominado pelas trevas, s lágrimas translucidas eram o choro da alma a muito tempo esquecida e torturada, não tinha dúvidas... Era ela...


    ... que rompe a escuridão

    Esse é meu post de número {00}. O tempo está {chuvoso}, e estou usando {isso}, estou falando com {alguém/sozinha}. Estou postando {lugar}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.


    __________________________________

    She seems dressed in all the rings...

    ''She is everything and more, The solemn hypnotic, My dahlia, bathed in possession, She is home to me, I get nervous, preversed, When I see her, it's worse, But the stress is astounding, It's now or never, She's coming home... Forever

      Data/hora atual: Dom Out 22, 2017 1:06 pm