Fórum interpretativo dentro do universo de Saint Seiya.


    Missão - Argeu, o Demônio.

    Compartilhe
    avatar
    MOD Argeu de Pégaso
    Cavaleiro de Bronze
    Cavaleiro de Bronze

    Mensagens : 36

    Status
    Nível: 6
    HP/Cosmo: 550/550
    Sentidos: 6° Sentido (V. Som)

    Missão - Argeu, o Demônio.

    Mensagem por MOD Argeu de Pégaso em Ter Ago 08, 2017 9:00 am

    Solicito uma missão


    __________________________________

    avatar
    ADM Sawyer de Leão
    Cavaleiro de Ouro
    Cavaleiro de Ouro

    Mensagens : 73

    Status
    Nível: 4
    HP/Cosmo: 650/650
    Sentidos: 7º Sentido

    Re: Missão - Argeu, o Demônio.

    Mensagem por ADM Sawyer de Leão em Ter Ago 08, 2017 2:11 pm

    Enredo:


    Argeu recebeu através de um enviado do Grande Mestre a missão de investigar o desaparecimento de alguns cavaleiros de prata que haviam sido enviados para uma vila  próxima ao santuário com o intuito de averiguar um possível esconderijo para espiões do exército do imperador Hades. É sua primeira missão como cavaleiro e o aviso é para que evite qualquer tipo de confronto com inimigos, uma vez que se trata de uma missão meramente investigativa.

    No local, você perceberá que os cavaleiros viviam tranquilamente com os moradores e não enviavam os relatórios ao Grande Mestre por um simples motivo: Estavam servindo a Hades e o plano original do imperador do mundo dos mortos era de algum grupo fosse enviado para resgatá-los e então fossem pegos na armadilha dos espectros já que a vila era completamente habitada por soldados de baixo nível. Rumores apontavam de que por trás desse plano havia um espectro de alto calão que se passava por padre.

    Objetivos: - Seu Personagem deverá passar por apuros, todavia a missão deverá ser cumprida com sucesso.

    - Os moradores logo perceberão que se trata de um cavaleiro de Athena e antes que perceba toda a armação será preso em um calabouço da igreja. Lá encontrará um grupo pequeno dos verdadeiros habitantes do local que lhe contarão toda a verdade por trás do plano de Hades. Eles também dirão que os outros foram lentamente morrendo seja por doença ou mesmo fome já que o alimento que davam á eles era insuficiente para todos.

    - Argeu terá que sair da prisão e libertar os moradores conduzindo-os até o santuário e concluir a missão relatando o cenário encontrado ao Grande Mestre.

    - Durante a missão poderão ocorrer batalhas, mas elas nunca serão contra os ex cavaleiros ou mesmo contra o espectro e sim contra os soldados sem vestes de Hades que se passam como moradores.

    - Fique livre para matar alguns deles na fuga, mas mantenha em mente que no primeiro momento eles irão te deter e prender.
    avatar
    MOD Argeu de Pégaso
    Cavaleiro de Bronze
    Cavaleiro de Bronze

    Mensagens : 36

    Status
    Nível: 6
    HP/Cosmo: 550/550
    Sentidos: 6° Sentido (V. Som)

    Re: Missão - Argeu, o Demônio.

    Mensagem por MOD Argeu de Pégaso em Sex Ago 11, 2017 10:16 am




    Argeu de Pégaso


    Sua primeira missão estava bem a sua frente. Resgatar “princesas” que não sabem se virar sozinhas.

    Juntou suas coisas e pôs sua urna em suas costas e partiu rumo a vila onde teria que investigar. Algum tempo de viagem, logo o garoto chegou ao local e partiu andando a procura de algo para comer.

    “Ai que fome!”

    “Antes de tudo irei comer!”

    Avistou um pequeno bar, juntou suas moedas e fez uma bela refeição, simples, porem digna. No entanto, percebeu que alguns olhares voltavam sobre ele.

    - O que estão olhando? – Bradou – Nunca viram um cavaleiro? – Argeu era estupido demais para manter sigilo. Logo lembrou que era para se manter escondido e se arrependeu.

    “O velhote vai me matar”

    Levantou e foi em busca de informação.

    - Oi – Parou uma criança – Você viram homens fracos vestindo armaduras? -  A menina ficou intimidada, mas logo uma voz soou por trás de seu corpo.

    Vejo que está nos procurando!

    Homens trajando armaduras prateadas e brilhantes estavam estonteantes em sua frente.

    “Nossa! Foi mais fácil do que imaginei!”

    Olhou para os homens, mas por algum motivo sentiu algo estranho, porem ignorou.

    - Olha maricas...ops! Cavaleiros de Prata, o velhote tá com raiva de vocês por não mandarem suas folhinhas de informação – Disse quando um dos cavaleiros tentou ir para cima dele, porem o que parecia o líder impediu.

    Jovem cavaleiro de bronze venha conosco, pois precisamos te mostrar o motivo de nosso atraso!

    Argeu seguiu um pouco atrás deles. Sempre olhando para analisar se estava realmente tudo bem. Algum tempo depois chegaram até uma igreja, antiga, com vários detalhes feitos de pedras preciosas e imagens não tão convencionais. Sentiu algo terrível vindo por trás, mas a imagem de um velho padre era antagônica ao sentimento.

    “ O que é isso?”

    “Meu sentido está explodindo, mas esse cara parece tão inofensivo”

    Meu jovem! Que a graça de Deus esteja contigo – Disse o Padre.

    - É melhor que esteja com esses cavaleiros, pois o velhote vai matar eles – Disse sorrindo.

    Passando pela sua frente o Padre pegou um livro cheio de poeira, que estava debaixo de um púlpito e leu algumas palavras em outro idioma, mas uma coisa Pégaso entendeu:

    Levem-no para o calabouço!

    Nesse momento, antes que pudesse digerir a informação, Argeu caiu desacordado e foi levado para o subsolo da igreja.


    Algumas Horas depois.


    - Então foi isso – Respondia o cavaleiro depois de ouvir a história contada pelos cativos que estavam na mesma cela que ele.

    - Esses ratos – Seu olhar se enchia de raiva, mas seu sorriso sempre se mantinha sem eu rosto.

    Argeu estava preso em algemas, mas facilmente quebrou-as. Espantados, os prisioneiros, perguntaram por que ele não fez isso antes.

    - Estava com preguiça, mas eles subestimaram minha força – Começaram a xinga-lo diante da resposta e cobrar para que ele salve eles – EU NÃO TENHO OBRIGAÇÃO NENHUMA EM SALVA-LOS!! – Gritava ele – mas farei porque tenho um bom coração – Fechava os olhos em posição soberba.

    Esperou um dos guardas ir até a cela para verificar a gritaria, porem antes que o guarda pudesse dizer qualquer coisa, o jovem agarrou seu pescoço com a mão entre a cela e o obrigou a entregar a chave.

    Saiu libertando todos e, indo a frente, finalizava qualquer guarda que encontrava.
    Melhor parar por ai – Uma voz ecoou. Era o cavaleiro de prata.

    - Olha, eu adoraria quebrar sua cara, mas tenho que dar uma de herói – Deu um soco no chão, o que levantou um pouco de poeira, o suficiente para que eles fugissem.

    Os cavaleiros não estavam todos ali. Facilitando a fuga.

    Conseguimos!!! – Gritava o pessoal já do lado de fora.

    - Vocês são burros – Todos param e olharam ele – Não perceberam que foi fácil demais – param a festa – Por alguma razão eles deixaram que fugíssemos, ou não se importaram. Não sei o que é – Olhou para trás – mas sinto que coisa boa não vem.

    Depois desse momento depressivo, continuaram correndo em direção a vila, pois precisavam passar por lá para chegar ao santuário.

    Não era melhor nos disfarçarmos? – Perguntaram para Argeu.

    - Calem a boca! Eu sei o que estou fazendo!

    “Verdade. Agora todos estão nos olhando. Não foi uma boa ideia.”


    De repente, algumas pessoas se colocaram ao redor do pessoal. Eram soldados disfarçados entre o povo. Ali eles perceberam que o caos era maior do que imaginavam.

    Foram atacados, mas o jovem lutou com todos demonstrando sua força.

    - Garotas! – Evocou - Vejam minha força! – Falava enquanto batia em alguns soldados fracos.

    Conseguiram abrir caminho até o santuário.


    Sala do Grande mestre.


    - Velhote...Digo, Grande Mestre! Eu tenho certeza que só saímos dela porque eles deixaram, não ouve nenhum confronto entre os cavaleiros de prata. Talvez quisessem que o senhor saiba de tudo isso.

    Ouvindo as palavras do cavaleiro, O Grande Mestre, liberou e deixou ir pra casa. Na saída, algumas pessoas o ovacionaram pelo feito.

    - Isso mesmo, eu sou um herói! – Fazia poses e caretas e de longe os outros cavaleiros riam de sua “idiotice”.

    “Agora posso comer. Estou morrendo de fome!”








     


    __________________________________

    avatar
    ADM Sawyer de Leão
    Cavaleiro de Ouro
    Cavaleiro de Ouro

    Mensagens : 73

    Status
    Nível: 4
    HP/Cosmo: 650/650
    Sentidos: 7º Sentido

    Re: Missão - Argeu, o Demônio.

    Mensagem por ADM Sawyer de Leão em Dom Ago 13, 2017 1:57 pm

    Muito bom! Cumpriu com o que fora proposto de forma simples e objetiva. A história poderia ser mais explorada caso desejasse todavia a missão apesar de curta conseguiu se manter interessante do início ao fim! Parabéns! +1 Nível adicionado á seu personagem.


    __________________________________

    avatar
    MOD Argeu de Pégaso
    Cavaleiro de Bronze
    Cavaleiro de Bronze

    Mensagens : 36

    Status
    Nível: 6
    HP/Cosmo: 550/550
    Sentidos: 6° Sentido (V. Som)

    Re: Missão - Argeu, o Demônio.

    Mensagem por MOD Argeu de Pégaso em Seg Ago 21, 2017 6:36 pm

    Solicito uma nova missão
    by pocotó alado


    __________________________________


    Conteúdo patrocinado

    Re: Missão - Argeu, o Demônio.

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Out 22, 2017 1:14 pm