Fórum interpretativo dentro do universo de Saint Seiya.


    Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Compartilhe
    avatar
    Akkarin de Wyvern
    Juiz do Inferno
    Juiz do Inferno

    Mensagens : 47

    Status
    Nível: 14
    HP/Cosmo: 1050/1050 (950/950)
    Sentidos: 8º Sentido

    Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por Akkarin de Wyvern em Dom Ago 13, 2017 9:57 pm



    Saga - Dominação Landesharen







    Por muitas vezes me encontro sem tarefas ou missões para realizar, nesses casos o grandioso Hades permite que eu saia para diverti-me um pouco em seu lindo mundo. Incrivelmente consegui muitas experiências interessantes nessas pequenas viagens que realizei. Agora lhe pergunto, sabem o que é melhor do que causar dor e sofrimento? Poder fazer exatamente isso enquanto destrói a ilusão de grandeza que algumas pessoas possuem.

    Não me lembro de ao certo quando se iniciou apenas sei quando terminou. Claro nada mais logico saber já que fui eu quem destruí tudo. Certa seita de lutadores adquiriram ao longo dos anos muitos seguidores, no entanto quando seu novo líder tomou posse resolveu mostrar-se ao mundo com intuito de domina-lo a força. Eram seres insignificantes que mal sabiam o que era cosmos, mas diante do marasmo que estava minha mente me serviram bem de brinquedos. Os encontrei quando estava nas proximidades da então prospera e promissória cidade de Luxemburgo, inicialmente meu intuito era me divertir um pouco com os nobres, todavia acabei por encontrar algo que me pareceu mais interessante.

    Não estava usando minha Sapuris, afinal todos sairiam correndo apavorados se estivesse com ela... Não que eu não gostasse, mas desta vez queria algo mais pessoal, mais intimo como se fizesse parte da família. O sol da tarde se mantinha firme conforme teria que ser em um dia quente, as ruas fervilhavam de pessoas e comerciantes mais preocupados com seus compromissos do que com tudo que os rodeia. Consegui ver muitas crianças vivendo igualmente a mim quando tinha a idade delas, até senti-me tentando a lhes dar a luz de Hades e mostrar a verdade do mundo. Rapidamente uma gritaria me chamou atenção. Haviam um cidadão com vestes nobres, parecida com as dos oradores da cidade, rodeados por outras pessoas cobertas por mantos marrons que escondiam todas as partes de seus corpos exceto suas mãos que seguravam cada um uma grande espada direcionada ao chão como se apoiassem seus corpos nelas. O mesmo que havia conseguido um bom publico começou a gritar.  

    - Prestem toda a atenção! A partir de agora todas as nações uma a uma irão sucumbir ao Landesharen. Somos guerreiros com capacidades além da compreensão humana, não há nada que possa ser maior que nos, ninguém que consiga ser superior ao nosso mestre.

    - Cala a boca! – Gritos começaram a ecoar por toda a multidão, o homem que falava se demostrava um tanto nervoso até que uma figura coberta por um manto apareceu. Quem quer que fosse aquele homem deveria ser importante, pois a pessoa que antes falara e todos seus seguidores começaram a se curvar.

    - Eu sou Faren! Futuro governante do mundo! – Disse o homem logo tirando seu capuz apresentando um rosto de pele morena e olhos estranhamente amarelos como de um réptil. – Alguém ousa zombar da minha grandiosidade? Alguém cometeu a ousadia de achar que consegue algo contra mim? Se acharem que conseguem, então andem para a morte e vão para meus domínios. Se alguém chegar a me vencer entregarei mais ouro do que conseguirem gastar. Os guerreiros que aceitarem se ajuntem no portão da cidade e lhes levarei ao inferno!

    O homem saiu junto a todos que o seguiam antes, deixando muitos homens surpreendidos com a proposta. Já eu? Estava com raiva! Novamente tudo se resume a ouro, as pessoas se movem e sacrificam-se para adquirir riquezas e Status quando o material que mais traz felicidade corre em suas veias. Seria muito mais fácil cortarem uns aos outros e deleitarem-se com a dor de seu vizinho. Entretanto algo me irritou, ele disse que não havia ninguém que superasse sua grandiosidade... Estaria certo se referisse ao senhor Hades, mas ele cometeu o erro de referir-se a si mesmo. Sinto-me na obrigação de mostrar a ele o que é verdadeiramente poder.
     






    avatar
    ADM Sawyer de Leão
    Cavaleiro de Ouro
    Cavaleiro de Ouro

    Mensagens : 73

    Status
    Nível: 4
    HP/Cosmo: 650/650
    Sentidos: 7º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por ADM Sawyer de Leão em Seg Ago 28, 2017 4:16 pm

    +1 Nível adicionado ao personagem


    __________________________________

    avatar
    Akkarin de Wyvern
    Juiz do Inferno
    Juiz do Inferno

    Mensagens : 47

    Status
    Nível: 14
    HP/Cosmo: 1050/1050 (950/950)
    Sentidos: 8º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por Akkarin de Wyvern em Qua Set 06, 2017 7:32 pm



    Saga - Dominação Landesharen







     Pouco antes de o sol raiar aos céus, os portões do reino se enchiam de lutadores e cidadãos dispostos a mostrar sua força, afinal muitas riquezas estavam em jogo. Mal sabiam que antes de tudo estiver acabado estariam todos mortos, que eles assim como esse tal de Faren somente serviriam para minha própria diversão. Uma das coisas mais prazerosas desse mundo é poder ver a esperança se esvair dos olhos de quem se muito vangloriava, a dor nos olhos diante da incapacidade de fazer alguma coisa para se salvar é incomparável.

    Apesar das promessas de pontualidade, nossa espera foi mais longa do que realmente gostaria. Após certa de uma hora e meia a minha chegada à mesma figura do dia anterior aparece diante da multidão que aquele ponto se tornara muitos. Eu estava prestes a matar todos, se tem algo que odeio tanto quando a falsa esperança é que me deixem esperando, todavia conseguiram se livrar por hora, mas apenas adiaram o inevitável. O homem rapidamente explicou e vangloriou-se de sua organização que os mais fortes do mundo estavam lá e coisas deste mesmo teor. Outra jovem acompanhava o que parecia ser o orador, foi identificada como Tenente Sulumas. Aquela organização dividia suas forças em patentes, logo quanto maior a patente mais forte seria o oponente. Fico pensando qual seria a patente do tal de Faren? Será que ao menos eram tudo que diziam?

    Caminhamos cerca de trinta minutos sob um sol que começara a esquentar as terras de Luxemburgo. Chegamos a um local que muito se assemelhava aos templos japoneses onde viviam e treinavam os monges, uma vez que passamos pelas grosas portas de madeira que se estendiam ate o topo do moro que carcava a construção nos deparamos com uma grande quantidade de jovens treinando artes márcias com um sincronismo admirável. Todos pararam quando a tenente os iluminou com a luz de sua presença, uma animação me fez sorrir, afinal como seria bom acabar com tudo aquilo. Ao sinal da mulher todos os aprendizes se sentaram em torno do que parecia uma arena de combate, já os competidores se posicionaram acima da plataforma. Era algo bem grande a ponto de manter a todos confortavelmente sobre ela.

    - Eis que aqui estão os corajosos que desejam desafiar os Landsharen! – Surge Faren acompanhado de muitos homens e mulheres que geraram admiração entre os aprendizes. Tinham pessoas de todas as características, no entanto o que todos pareciam ter em comum era uma posição de respeito no exercito daquele homem. Outra coisa era que apesar de bem fraco, todos haviam despertado o cosmo, no entanto a força e controle sobre o mesmo era provavelmente menores que dos aprendizes que costumo observar no castelo.  – As regras são as seguintes, todos os desafiantes lutaram contra meus oficiais ao mesmo tempo. Se por um milagre restar algum vivo, lhe darei a honra de me enfrentar, o Marechal Faren! – Gritou enquanto a multidão de aprendizes que assistia vibrava e comemorava diante da declaração.  

    - Isso vai ser muito divertido! – Disse sorrindo de maneira psicótica imaginando toda a dor e desespero que estaria por vir. – Isto será para o senhor, Lorde Hades!

     






    avatar
    MOD Sayuki de Benu
    Estrela Celeste Maior
    Estrela Celeste Maior

    Mensagens : 44

    Status
    Nível: 4
    HP/Cosmo: 650/650
    Sentidos: 7º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por MOD Sayuki de Benu em Seg Set 11, 2017 9:43 pm

    +1 Nível adicionado ao personagem


    __________________________________

    avatar
    Akkarin de Wyvern
    Juiz do Inferno
    Juiz do Inferno

    Mensagens : 47

    Status
    Nível: 14
    HP/Cosmo: 1050/1050 (950/950)
    Sentidos: 8º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por Akkarin de Wyvern em Ter Set 12, 2017 4:56 pm



    Saga - Dominação Landesharen







     

    Fiquei apenas observando os competidores atacando os oficias de Faran. Entre os atacantes havia homens conhecedores de diversos estilos assim como outros que contavam com a técnica da briga de rua. Muitos foram facilmente enxotados da arena ou perderam a consciência, já os que viam em mim... Um pescoço quebrado era o premio que ganhavam por tentar, uma morte rápida e discreta para um momento que não precisava chamar atenção. Pouco tempo se passou ate que restou apenas sete competidores.

    - Parem! – Dizia o orador. – Agora que restam somente vocês, as lutas serão individuas! Cada um lutara contra um tenente, provavelmente mais do que conseguirão suportar. Mas para todos os sete... Todos serão bem vindos como aprendizes se assim desejarem.  

    Eu teria de enfrentar um tenente? Ao menos ele poderia me dar um pouco de diversão?  No entanto o que mais me importunou foi à ideia de que os “Perdedores” seriam aceitos como “Discípulos” deles... Fiquei curioso, qual o nome que se dá aos discípulos dos miseráveis?  Tão logo fora falado as lutas começaram, meu adversário veio confiante e seu estilo até que era bem trabalhado, mas era insignificante para mim. O mesmo perdeu seus braços antes mesmo que pudesse terminar sua investida... Era algo lindo ver um pouco de sangue jorrando e sua expressão pasma do que aconteceu consigo mesmo. As lutas continuavam todos os demais competidores estavam com dificuldades de enfrentar os tenentes, o que me levou a considerar que para humanos comuns os oficias eram realmente superiores em batalha... Mas para um guerreiro de Hades, eram míseros insetos a serem esmagados.

    - Como imaginei, nenhum ser humano pode superar o poder de um dos tenentes! – Disse Faren rindo contente com sua própria constatação. – O Landesharen tem pessoas muito mais fortes que eles! – Os competidores exalavam medo e temor diante de suas inutilidades contra seus adversários.

    - Como imaginei não passam de míseros insetos! – Gritei para todos. Minha paciência havia chegado ao fim. – Esses “Oficias” extremamente inúteis, não me surpreendo de vencerem é claro.. Se lutarem contra competidores mais inúteis e fracos ainda. - Um dos maiores e aparentemente mais forte dos homens que lutavam deixou a Tenente Sulumas e se aproximou de mim. – Posso não poder vencer esses seres sobre-humanos, mas o que acha que posso fazer contra você? Como um nanico como você pode falar de nos? Uma pena estar aqui, servira pra aliviar minha raiva.

    Um golpe veio até mim, tão lento quanto qualquer humano comum. Não precisaria de mais que um dedo para poder segurar o mesmo, e assim o fiz. Sua expressão quando percebeu o que aconteceu foi incrível, ele conseguiu ter mais medo do que sentia antes. Mas não somente ele... Todos que viam a cena desenrolar pareciam perplexos com os presentes acontecimentos. Por fim lhe arranquei o braço e o deixei agonizando no chão que se inundava de sangue.

    - Capitão Kraken! – Disse Faren. - O coloque em seu devido lugar.

    Um homem veio até mim rindo mais confiante de si mesmo do que de fato poderia fazer. Permiti o homem se aproximar,queria ver o que iria fazer. Sua velocidade era maior que dos tenentes e seu cosmos apesar de ainda insignificante era mais forte que os demais oficias de patente inferior. Logo esperei.


     








    __________________________________



    avatar
    MOD Sayuki de Benu
    Estrela Celeste Maior
    Estrela Celeste Maior

    Mensagens : 44

    Status
    Nível: 4
    HP/Cosmo: 650/650
    Sentidos: 7º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por MOD Sayuki de Benu em Ter Set 12, 2017 7:03 pm

    Avaliação:Não encontrei erros muito aparentes no texto, ao menos nada que pudesse atrapalhar o entendimento do mesmo.


    +1 Nível adicionado ao personagem


    __________________________________

    avatar
    Akkarin de Wyvern
    Juiz do Inferno
    Juiz do Inferno

    Mensagens : 47

    Status
    Nível: 14
    HP/Cosmo: 1050/1050 (950/950)
    Sentidos: 8º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por Akkarin de Wyvern em Ter Set 12, 2017 9:26 pm



    Saga - Dominação Landesharen







     

    Após alguns momentos correndo no para todos parecia ser algo bem veloz, acabou por se encontrar atrás de mim. Seus braços contornaram meu corpo e me levantaram do chão devido à estatura do Capitão ser maior que a minha, e logo começou a pressionar em um golpe de agarramento. Ele estava me abraçando?  Demorou um pouco para perceber que se tratava de um ataque e pela expressão dos que observavam era algo grandioso e bastante conhecido.

    - Captura da Morte! – Ria enquanto apertava casa vez mais forte, já eu não expressava reação alguma. – Deve estar perdendo a consciência... – Falou como constatando algo para si mesmo. – Deve estar tão assustado que entrou em choque! – Gritou para Faren que respondeu com um sorriso.

    – Esse é o poder de um capitão...

    - Esse é o mais forte que você tem ai? – Interrompi perguntando calmamente para o líder que apenas desfez a cara de alegria e a substituiu para uma de raiva.

    - Esta blefando! Mais um pouco e morrera esmagado... – Disse tentando recuperar a confiança que tinha antes.

    Sua confiança se esvaiu quando consegui facilmente abrir os braços do capitão, ele parecia se esforçar ao máximo para que eu voltasse ao seu agarro, no entanto, inutilmente. – IMPOSSIVEL! – Falou o homem quando me afastei e tentou vir até mim em uma nova investida, aquele havia de ser sua ultima ação vivo. Sangue explodiu para todos os lados... Entranhas manchavam o corpo dos que estavam perto e até mesmo os aprendizes que se encontravam na arquibancada estavam cobertos pelos restos mortais do capitão. Ao levantar minhas mãos em direção do meu inimigo forcei para que a gravidade o explodisse de dentro para fora, foi uma cena realmente linda, principalmente a sua pernas do homem que apesar de destroçadas se mantinham em pé equilibradas como se fossem se mexer a qualquer momento. Todos que viam ficaram sem palavras, afinal um de seus mais fortes combatentes havia morrido sem que sequer tenha sido tocado por seu adversário. Até que por fim...

    - CHEGA! – Gritou Faren que de pôs a levantar-se e caminha para a arena. – Não sei quem é você ou o que você fez... Mas isso acaba agora! – Disse entrando da arena e tirando seu manto revelando suas joias e adornos nobres por seu corpo.  – Não deixarei que manche o nome de Landsharen, eu mesmo vou te enfrentar! – Gritou para mim, o que aparentemente fez com que todos renovassem sua esperança e animação, até mesmo os desafiantes estavam torcendo contra mim. Eu apenas sorri era desse jeito que eu gostava.

    Marechal Faren o que poderia me proporcionar? Qual seria o poder que julgava ser o maior do mundo? A maior força do Landsharen! O autodenominado, governante do mundo... Não importa, pois no final será apenas mais um a sucumbir para Hades, será mais um que sofrera para meu prazer!


     








    __________________________________



    avatar
    MOD Sayuki de Benu
    Estrela Celeste Maior
    Estrela Celeste Maior

    Mensagens : 44

    Status
    Nível: 4
    HP/Cosmo: 650/650
    Sentidos: 7º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por MOD Sayuki de Benu em Ter Set 19, 2017 7:13 pm

    Avaliação:Alguns erros de concordância e posicionamento de palavras foram encontrados. Aconselho que se atenha esses pequenos detalhes visto que os mesmos acabam dificultando a leitura.

    Sem mais é algo agradável de ler e esta apresentando uma história magnífica.


    +1 Nível adicionado ao personagem


    __________________________________

    avatar
    Akkarin de Wyvern
    Juiz do Inferno
    Juiz do Inferno

    Mensagens : 47

    Status
    Nível: 14
    HP/Cosmo: 1050/1050 (950/950)
    Sentidos: 8º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por Akkarin de Wyvern em Ter Set 19, 2017 9:00 pm



    Saga - Dominação Landesharen







     

    O que ele poderia fazer? Do que tanto se vangloriava? Apesar de não acreditar na possibilidade, eu ainda tinha esperança que o mesmo poderia me surpreender. Os aplausos não paravam, pelo contrario, somente aumentavam a cada passo que o homem dava em minha direção. Os oficias que assistiam de longe olhavam maravilhados, alguns até mesmo não acreditava que teriam tamanha honra de ver aquele seu líder lutando. Quando se colocou em uma posição a poucos metros de mim, falou sobre sua energia o que a meu ver pareceu ser outro nome para a cosmo energia.

    - Muitos anos de estudo e treinamento me fizeram digno de ser escolhidos pelos deuses para ser o governante deste mundo. A confiança divina me foi provado ao receber um magnifico presente... – Parou e tencionou seus músculos. – Minha gigantesca energia de poder! – Neste momento o ar a volta do homem se expandiu enquanto pude sentir seu cosmo aumentar, certamente era maior que o de seus subordinados que olhavam abismados como se estivessem vendo um horizonte jamais alcançável pelos mesmos.  – Isto que vê se chama energia de poder e todos os oficiais possuem sua força desperta e variam o controle que possuem de acordo com seu posto. Mas minha enorme energia favorecida pelos deuses me permite ser o homem mais poderoso do mundo! – Terminou de dizer dando um soco no chão e abrindo uma pequena cratera no solo abaixo dele. O povo entrou em êxtase, olhavam pra mim com sentimento de dó... Como se eu tivesse o azar de ter de enfrentar tamanha força... Pude ver a esperança entrando em seus olhos, olhos inocentes que nunca viram a realidade do mundo e de tudo que nele existe.

    - Estar tão impressionado com minha energia de poder que mal consegue falar. – Todos riram junto a ele.  – Mas agora é tarde demais! Ira sofrer para pagar pelo que fez a meus oficiais!

    - Sofrer... – Disse enquanto via o homem com tamanho poder vindo em minha direção preparando um soco, claro que... Tamanho do poder em sua realidade ilusória. Era mais rápido que os demais, no entanto. – Você realmente acredita que é tudo que pensa ser? – As pessoas se calaram boquiabertas. – Você paga como o homem mais poderoso do mundo, mas seu cosmo mal se equipara com a de uma Estrela Terrestre. – A visão de seu soco facilmente segurado por mim chocava a todos... Ver a esperança saindo de seus olhos dando lugar a preocupação era a introdução de meu lindo espetáculo. – Até mesmo um misero cavaleiro de bronze de Atena poderia de destruir facilmente! – Disse enquanto empurrava Faren de maneira que ele cairia de bunda no chão sem entender nada. – Você apenas despertou seu cosmo e mal conseguiu treina-lo, ainda assim se julga o ser mais poderoso do mundo. – Disse rindo. – Vou te mostrar o que é “Energia de Poder”.

    Neste momento liberei meu denso e esmagador cosmo que a todo momento estava sendo suprimido ao máximo. As pessoas sentiam como se o ar estivesse pesando fortemente em seus ombros. Uma sensação de morte e uma sede gigantesca por sofrimento assolava a cada um ali, minha Sapuris surgiu em meu corpo com um brilho roxo de minha aura. – Isto é um verdadeiro poder! Uma pena que nenhum de vocês sobreviverá para contar a historia. – Naquele instante vi a preocupação em seus olhos se tornarem desespero e medo, finalmente minha obra poderia começar. Um movimento de meus braços e parte da arquibancada foi completamente destruída, todos tentavam fugir mais eu não permitiria isso. O que eram antes os poderosos oficiais, agora era meros humanos chorões desesperados enquanto se afogavam em seu próprio medo, mas meu sorriso maravilhado foi a ultima visão deles... Ou de alguns.

    Todo o espetáculo demorou em se findar, os gritos de mortes lentas e dolorosas ecoaram pelo ar por muitos minutos... Uns duraram mais que outros, os oficiais eram os mais divertidos, pois acostumados a serem os superiores me proporcionaram uma grande felicidade ao ver sua frustação ao se encontrarem como uma simples presa. Isto sem contar que seus corpos eram mais resistentes a morte o que me deu mais tempo para vê-los sofrer. Mas no fim deixei alguns vivos por um motivo especifico, estes eram o orador e a tenente Sulumas, tais quais foquei minha atenção.

    - Espalhem pelo mundo o poder do grandioso exercito de Hades! – Disse abrindo os braços. – Falem sobre seu grandioso nome e que em breve ele governara todos os cantos deste mundo e tornara o que ele sempre deveria ser! – Me virei e comecei a caminhar. – E sintam-se gratos por minha misericórdia... Estariam iguais a todos se eu não quisesse que fizessem o que mandei. – Logo rindo histericamente, completamente satisfeito com minha obra, deixei o campo de batalha que pra quem quer que veja não havia de ter um ponto que não estava coberto por sangue e entranhas dos que antes se chamam... Landsharen!


     








    __________________________________



    avatar
    MOD Sayuki de Benu
    Estrela Celeste Maior
    Estrela Celeste Maior

    Mensagens : 44

    Status
    Nível: 4
    HP/Cosmo: 650/650
    Sentidos: 7º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por MOD Sayuki de Benu em Ter Set 19, 2017 10:14 pm

    Avaliação: Não houveram erros aparentes que estragassem a leitura.


    +1 Nível adicionado ao personagem


    __________________________________

    avatar
    Akkarin de Wyvern
    Juiz do Inferno
    Juiz do Inferno

    Mensagens : 47

    Status
    Nível: 14
    HP/Cosmo: 1050/1050 (950/950)
    Sentidos: 8º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por Akkarin de Wyvern em Ter Set 19, 2017 10:23 pm



    Os Quatorze Prazeres de Akkarin






    Introdução


     
    Pare para pensar... O sofrimento e dor são características que acompanham e humanidade e toda a sua evolução por anos. Como podem dizer que a paz é um estado natural, quando desde os primórdios tudo é conquistado com guerras e sangue? Eu por muitas vezes espalhei dor e sofrimentos por diversas partes do mundo tentando com o meu poder tornar ele o mais normal que conseguiria. Todavia o tempo... O tempo deixou meus métodos um tanto chatos, eu precisava saber como causar mais sofrimento, mas como? Perguntava-me por horas a fio ignorando umas das coisas que a muito estavam em minha frente.

    Agora perguntou outra coisa a vocês, existe um ser que é mais vivido em tortura e sofrimento que o próprio deus do submundo? Consegue pensar em um ser assim? Deve ser poderosíssimo, correto? Errado! E se te falar que um dos seres mais insignificantes se tornaram especialistas naquilo que tanto querem provar ser algo anormal e errado em seu mundo idealizado de forma ridiculamente irritante. Acho que a esta altura já devem saber de quem me refiro... Os humanos! Antes que eu pudesse espalhar a luz de Hades, torturas já existiam. Existiam de formas tão abundantes que tinham estudiosos dedicados somente na criação de novos métodos ainda mais eficazes que os anteriores, o que eram meus feitos diante das dos próprios humanos que os realizam há séculos?  

    Quando, depois de muito pensar, me deparei com esta verdade, percebi que muito poderia aprender com aqueles que antes somente serviam para minha diversão. A expressão humana diz o seguinte, “Ninguém melhor que os homens para dar ideia ao diabo!”. Esta expressão nunca fez tanto sentindo. Quando comecei minha pesquisa me deparei com tantos resultados que mesmo podendo me mover à velocidade da luz, precisaria de tempo para aprender e apreciar a todos eles. Enforcamento composto, cozimento em vida e escafismo são apenas alguns dos métodos que passei a muito admirar. Aqui vou registrar o que é conhecido como “Os quatorzes prazeres de Akkarin!”.  

    Deparei-me com incontáveis formas de matar e causar sofrimento. No entanto o que eu buscava era algo diferente, não queria mortes rápidas e indolores... Isto eu dispensei veemente, eu queria saber as mais variadas e criativas formas de causar dor e por fim levar a morte. Dentre todas as minhas viagens e pesquisas fiz esta seleção que irei apresentar a vocês para que possam absorver e passar adiante mais deste magnifico conhecimento, uma das poucas coisas que realmente vieram da humanidade e que valeram a pena.


     








    __________________________________



    avatar
    MOD Sayuki de Benu
    Estrela Celeste Maior
    Estrela Celeste Maior

    Mensagens : 44

    Status
    Nível: 4
    HP/Cosmo: 650/650
    Sentidos: 7º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por MOD Sayuki de Benu em Ter Set 19, 2017 11:01 pm

    Avaliação: Não houveram erros aparentes que estragassem a leitura.


    +1 Nível adicionado ao personagem


    __________________________________

    avatar
    Akkarin de Wyvern
    Juiz do Inferno
    Juiz do Inferno

    Mensagens : 47

    Status
    Nível: 14
    HP/Cosmo: 1050/1050 (950/950)
    Sentidos: 8º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por Akkarin de Wyvern em Sab Set 30, 2017 4:38 pm



    Os Quatorze Prazeres de Akkarin






    Capitulo 1 - Enforcamento Composto




     

    Meu primeiro destino foi à Inglaterra, ouvi de muitos carrascos e estudiosos que os ingleses usavam de um método de execução na qual diziam ser um dos mais cruéis e inumanos, claramente com estas palavras imediatamente me interessei pelo assunto. Os relatos diziam que o condenado era arrastado a céu aberto pelas ruas da cidade até chegar ao local que sua sentença seria executada, durante o caminho e até mesmo após sua chegada o mesmo recebia das pessoas lixo e variados animais mortos que eram arremessados por estas pessoas. Logo assim que o mesmo começava a ser enforcado, o carrasco vinha com uma faca e abria o abdome do condenado puxando e espalhando seus órgãos internos, mas o melhor de tudo... Isto era feito enquanto ele ainda estava vivo.

    Imediatamente pensei que era uma forma um tanto rápida de morrer, todavia continha um bom teor de humilhação e terror psicológico o que me fez querer experimentar este bem elaborado método. Para minha infelicidade o local que mais utilizava deste método na Inglaterra era Londres e consequentemente o local onde melhor poderia aproveitar a experiência devido a grande extensão populacional e geográfica da cidade. Mas como iria causar isto a alguém sem ter problemas com os guardas que atrapalhariam minha obra? Eu precisava que as pessoas estivessem querendo aquilo, e não teria isto se ficassem com medo de mim aquele momento, por mais que aquilo me contrariava. Minha ideia caiu como uma luva após pouco pensar, durante todo o ato o trabalho era realizado por um carrasco... Então, eu seria este carrasco.  

    Aramir Grayjoy, um condenado ao enforcamento composto pelo assassinato de um membro da corte real. Como ele conseguiu sendo apenas um mero humano eu não saberia, apenas sei que foi pego e sua sentença seria executada naquele dia. As constantes revoluções que aconteciam à cidade atormentavam as ruas da mesma, ao tempo que o absolutismo do poder tornava os canais de expressão inexistentes, o povo sem ter como expressar sua opinião politica e social acabara por juntar um grande rancor que não poderia ser liberto sem consequências próprias. Logo alguém que de alguma forma tomara coragem e fora punido era aproveitado para extravasar a revolta dos demais, em consequência disto às execuções eram os eventos mais frequentados no reino. Era interessante ver quando alguém continha uma grande raiva em seu coração, os mesmos se satisfaziam apenas em causar dor e sofrimento independente de quem era seu alvo. O mundo cada vez mais comprovava o que realmente era.

    Não foi difícil matar o carrasco, o mesmo muito se achava forte, entre tudo foi bem engraçado ver o homem murchando até virar uma uva passa enquanto eu sugava sua energia vital. As roupas cobriam minha sapuris, claramente as asas guardadas abaixo do pano me davam um porte físico que não possuía, mas não me importava muito para a aparência, afinal o foco ali não era eu.

    Não tive problemas para chagar ao bastardo, o mesmo me esperava com uma expressão que lutava entre o medo e a aceitação, esperava que logo aquilo mudasse pra algo mais divertido. Nossa caminhada começou sob o céu cinza e nublado de Londres, agradecia pelas longas ruas até o local que iria executar o homem, pois durante o caminho as pessoas açoitavam o condenado com frutas podres, pedaços de animais mortos e ensanguentados que sujaram a rua e a feição de Aramir que agora sim começa a conter mais medo do que viria.

    - Não precisa se preocupar. – Disse ao homem que por um momento e por algum motivo demostrou esperança. – Irei fazer com que fique o mais tempo possível no mundo dos vivos. –Disse rindo para o homem.

    Os gritos de desespero dele começaram a acariciar meus ouvidos e fizeram a multidão delirar. Depois de algum tempo finalmente chegamos ao palanque construído em uma praça publica apenas para realizar estes tipos de eventos. O condenado foi levado pelos guardas e preso às cordas que logo o enforcaria, eu havia me preparado ao seu lado e estava tremendo de ansiedade. Até aquele momento tudo estava sendo um grande deleite para mim, seu medo durante o caminho o fizeram chegar à beira da loucura e eu a beira de um mar de excitação e logo rapidamente minha obra chegaria ao seu clímax. Um homem gritou seus crimes e perguntou sobre suas ultimas palavras.

    - Eu tentei fazer justiça nesta terra, mas para os que acham que o mal me acontecerá... Irei para um mundo onde tudo será justo e terei minha paz. – Disse o homem a todos, mas logo me aproximei e olhando em seus olhos falei.

    - Eu disse que faria seu tempo aqui aumentar ao máximo, mas fique tranquilo... Nesse mundo que você vai após aqui... Eu estarei te esperando lá! – Diria enquanto meus olhos brilharam em uma tonalidade roxeada.

    Seu grito de terror ao ver-me se espalhou como uma doença que tomou a todos, deixando seus corações angustiados, no entanto logo cessou quando finalmente o enforquei. Pude ver seus olhos ficando vermelhos como se fosse estourar para fora das orbitas, peguei minha faca e com um golpe forte lhe cravei no abdome. Meus movimentos eram lentos e incrivelmente dolorosos, evitava os pontos letais para que o homem durasse o máximo possível. Fazia movimentos para frente e para trás rasgando a carne como um açougueiro faz. O sangue jorrava em mim e em todos, a povo antes assustado voltou ao estado animado ao ver seu estomago e intestino indo ao chão. Pena que não poderia ouvi-lo gritar, as cordas não permitia... Todavia fiquei ali expondo seu interior o vendo contorcer de dor. O que poderia dizer sobre este método? Algo extremamente prazeroso contendo sofrimentos psicológicos e físicos de forma extrema, no entanto por muitas vezes o individuo é impossibilitado de gritar o que o leva e expressar sua agonia apenas com movimentos. Outro ponto negativo é que para o sofrimento durar mais, seria necessário conhecimento sobre pontos vitais tornando a pratica incompleta para iniciantes. Além do fato de precisar de uma grande multidão que anseia por aquilo igualmente você.


     








    __________________________________



    avatar
    MOD Sayuki de Benu
    Estrela Celeste Maior
    Estrela Celeste Maior

    Mensagens : 44

    Status
    Nível: 4
    HP/Cosmo: 650/650
    Sentidos: 7º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por MOD Sayuki de Benu em Sab Set 30, 2017 10:30 pm

    Avaliação: Não houveram erros aparentes que estragassem a leitura.


    +1 Nível adicionado ao personagem


    __________________________________

    avatar
    Akkarin de Wyvern
    Juiz do Inferno
    Juiz do Inferno

    Mensagens : 47

    Status
    Nível: 14
    HP/Cosmo: 1050/1050 (950/950)
    Sentidos: 8º Sentido

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por Akkarin de Wyvern em Dom Out 01, 2017 3:23 pm



    Os Quatorze Prazeres de Akkarin






    Capitulo 2 - Cozimento Em Vida





     

    Este foi um dos meus métodos favoritos, pois pude observar dois indivíduos se saciando aquilo que mais causavam diante de mim. O cozimento vivo, descobri este método enquanto pesquisava nos povos da África, apesar de ser realizado em outro lugar, algumas tribos nativas se inspiraram nele para sobrevivência. Realizado em Madagascar o método consistia de amarrar a pessoa sobre um caldeirão com água fervente e logo em seguida ir descendo-a até chegar de encontro com o liquido escaldante. Uma vez mergulhado a pessoa morreria cozida como uma carne dura de um bode, era uma morte lenta, agoniante e muito dolorosa. Não precisa de mais que estas três características para me convencer a experimentar, logo partir para a ilha dos animais exóticos.

    Quase que imediatamente cheguei ao local pude constatar a realidade da ilha que havia estudado antes. Igualmente o restante do mundo aquele reino passava por problemas políticos que afetavam diretamente sua população, apesar de ser composto por dezoito ou mais grupos nativos, o maior deles poderia se dizer que eram o Merina do planalto central. Atualmente a ilha estava sendo governando por alianças sociopolíticas, o que dava certa unidade e soberania para todos os povos, no entanto consequentemente acaba por centralizar os recursos que precisariam ser divididos como um todo. A fome entre outras necessidades vinham para a população que não se beneficiava das alianças ou mesmo para aqueles que não faziam parte dela. Era um cenário perfeito para mim, em constantes confrontos por recursos e território não me faltaria brinquedos para experimentar meu mais novo método.

    Montei o que precisava no meio da floresta em um local não habitado, conseguir um grande caldeirão que foi algo um tanto complicado, mas no fim tudo estava pronto para meu deleite. Não precisei me esforçar para encontrar minhas vitimas, havia um grupo de militantes que muito se vangloriavam por uma vitória... Entre eles havia um casal de gêmeos, depois descobri que como sua aparência os nomes de ambos mostravam que eram estrangeiros, mas atualmente poucas são as circunstancias na qual uma pessoa luta por outro reino, o mais comum destes eram... Riquezas. Eles eram mercenários, eu até aplaudia o desejo de estar em batalha e causar dor e sofrimento, no entanto estes eram escassos de lealdade o que pra mim torna uma pessoa menos digna do que já é. Coloquei-me diante deles caminhando lentamente, até que notaram minha presença.

    - Hei quem é este babaca? - Dizia o garoto gêmeo com asco. – Mas o que... Será que seu povo acha mesmo que uma armadura ira te proteger de nos? – Dizia referindo-se a minha sapuris, ele provavelmente estavam achando que eu era parte do grupo que eles aparentemente derrotaram. Apenas olhei para minha sobrepeliz e voltei a andar.

    - Você esta se achando demais! – O homem sacou sua arma e deu um tiro que viria certeiro em minha cabeça, eu sempre achei engraçado como os humanos acham que com suas armas podem matar qualquer coisa...  Bem, eu não sou uma dela. Peguei o projetil com uma de minhas mãos enquanto o maldito achava que tinha tido êxito. Soltei a bala abrindo minha palma e sua expressão passou de felicidade para espanto e raiva. – O que? ATIREM NELE! FOGO! – Gritou e todos os homens do grupo começaram a atirar em minha direção, algumas balas eu pegava outras deixava ricochetear em minha Sapuris. Num piscar de olhos os tiros cessaram e quando surgi à frente deles não demorei em pega-los pelo pescoço.

    - Estão começando a me incomodar com esta brincadeira... – Diria olhando para ambos os gêmeos. – Quais são seus nomes mesmo?  - Perguntei.

    - Eu sou Keven e ela é Katerina... – Disse com dificuldade e pouco ar que conseguia sair de sua boca. Até que soltei os mesmos, e tão rápido isso aconteceu o jovem se virou em revolta para seus companheiros.

    - O que estão esperando? Como ficaram sem fazer nada enquanto ele me tocava? Mate ele ago... – Parou quando finalmente se virou e encontrou apenas uma grande mancha vermelha com entranhas misturada a vegetação, aqueles eram seus parceiros. - Como...? Ele estava a nossa frente todo o tempo... – Falou com perplexidade a garota.

    - Agora iremos brincar um pouquinho! – Disse sendo isso a ultima coisa que ouviram de mim antes da escuridão.

    Quando Kavin finalmente acordou pode ver sua irmã nua acima de um caldeirão com algo fervente se contorcendo em desespero. – Kevin me ajuda! – Gritava a jovem que fez seu irmão perceber que apesar de querer socorre-la não poderia, afinal estava passando pela mesma situação que ela. O garoto diferente de sua irmã estava acima de um buraco revestido, fundo o suficiente para não conseguir escalar.

    - Vocês estão lutando por um povo e causando a fome em outro... - Falei até ser interrompido.

    - E então decidiu fazer justiça?! – Falou a garota

    - Não, não! – disse a interrompendo. – Eu não me importo com a fome e sofrimento que estão causando, longe de mim julgar um bom trabalho! O que me irrita mesmo são suas motivações, afinal vocês estão fazendo isto por ouro, dinheiro, riquezas... Aquele que der mais pode comprar sua lealdade. – Falava para ambos constatando uma realidade. – Somos mercenários, mas e dai? O maior poder nesse mundo é o dinheiro! Pense bem... Se juntar-se a nos poderíamos conseguir muito mais com alguém como você.

    - Não me interesso em ouro, o que busco é algo bem mais... Divertido e prazeroso. - Diria sorrindo ironicamente.

    - O que pretende fazer conosco? - Disse a jovem que de acordo com sua feição estava preocupada com algo que não aconteceria.

    - Não se preocupe, não é este tipo de diversão que estou interessado. – Disse rindo da mulher que ficou com uma expressão curiosa. – Vocês não possuem lealdade e muito menos honra, os declaro culpados! Sentencio-os a se tornarem a minha diversão.- Minha risada psicótica daria inicio a minha mais nova obra.

    Tudo começou de maneira lenta, inicialmente comecei pela jovem. Coloquei mais lenha e carvão para aumentar o fogo. O calor que subia juntamente ao vapor começava a causar um sufocamento assim como ardência em todo seu corpo que começara a ficar vermelho. Aos poucos eu abaixava a corda e seus gritos de medo e desespero se fundiam as suas tentativas de escapar das amarras, e tornava aquilo uma linda melodia. A água borbulhava em baixo dele e seu irmão gritava para mim pedindo desesperadamente para parar. – Logo será sua vez! – Disse a ele e voltei a atenção para a garota que se encolhia para não tocar o liquido escaldante. Mas sua tentativa foi em vão quando finalmente começou a adentrar o caldeirão, seus gritos tinha a mais profunda agonia, a mais profunda dor. Conforme mais fundo ficava, sua pele começou a criar bolhas, seu corpo por inteiro ficava vermelho. Pude sentir o cheiro de sua carne e órgãos cozinhando. Seu irmão chorava e gritava, causar um sofrimento físico em um gêmeo e sofrimento psicológico no outro... Era algo novo e soava como uma poesia grega. Foram longos minutos de dor e gritos que a jovem passou até que por fim parou com seu corpo sem vida e pronto para ser servido. Ironicamente eu preparei uma surpresa para Keven, e com um gesto meu de dentro da selva surgiram pessoas, tais quais eram do mesmo vilarejo que ambos os mercenários haviam atacado. As pessoas tinha ódio no olhar misturados a sua enorme fome.

    - Sirvam-se! – Disse com um gesto para a mulher morta no caldeirão.

    As pessoas do povoado foram como animais ferozes em cima da mulher. Tiraram seu corpo inchado da água fervendo e ali mesmo diante de seu irmão começaram a comê-la e saciar a fome que eles tanto causaram. Kevin estava destruído, chorava diante do corpo de sua irmã sendo destroçado e devorado... – Porque esta fazendo isso? – Dizia em prantos. - Já disse meu caro, vocês são a minha diversão.

    – Me mata logo! – Implorava com ódio no olhar. – Você vai morrer sim, mas não será tão rápido quanto deseja. – Voltei ao caldeirão que tinha agora uma água de coloração amarelada devido à pele e gordura que soltou do corpo de Katerina. Logo virei o conteúdo em um duto que levava ao buraco com o mercenário dentro. Quando a água começou a fritar seu rosto na gordura da própria irma, os gritos ecoaram pelo buraco assim como o cheiro de carne Fritando. – Não me dizem que existe algo melhor que o cheiro de carne de mercenário logo pela manha? – Diria as pessoas que ferozmente devoraram até os ossos a mulher e mantinha em seus olhos a ansiedade de comer o próximo prato. Ali fiquei me deleitando com um dos melhores métodos que tinha descoberto até o momento.

    O cozimento em vida é uma ótima técnica, sua parte negativa seria que precisa de alguns utensílios como um caldeirão e algum trabalho braçal para preparação do local. Entre tudo causa uma morte incrivelmente sofrida e demorada, os asfixiado no inicio e matando com seus órgãos cozidos. Todo o processo causa varias formas de dor até seu ápice e sendo assim esta maravilhosa forma de tortura e execução entrou para minha lista.  


     








    __________________________________




    Conteúdo patrocinado

    Re: Novas Lendas - Akkarin Vixmalun

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Out 22, 2017 1:06 pm